quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Viagem à África (parte 3)

Depois de praticamente três semanas no Senegal, fui de carro para um país vizinho, chamado Guiné-Bissau. O que mais impressionou, logo na chegada, foi a pobreza do país. Em Bissau, que é a capital de Guiné-Bissau, não havia rede elétrica! Imaginem, quando falta luz no nosso bairro, se passar de 1 hora sem que a luz volte, já começamos a reclamar... Pois é, esta é uma realidade diária para os moradores de Guiné-Bissau. Não há rede elétrica em TODO o país.
Desnutrição, alta mortalidade infantil, rituais e tudo o que as pessoas ouvem da África não é brincadeira, acontece mesmo. Mas, apesar disso tudo, existem muitas coisas boas de lá que também impressionam: Como a alegria. Era incrível ver a alegria dos guineeses; eles dançam cheios de entusiasmo... É muito legal. Até crianças pequenas, que não sabem falar, já sabem dar uns passos no ritmo dos tambores.
Uma outra coisa que impressionou era ver amigos andando de mãos dadas. Claro que no início eu achei estranho, pois aqui no Brasil só vemos isso entre namorados ou familiares, e também porque aqui o engano da homossexualidade esta bastante inserido na cultura. Contudo, não é o que acontece lá. O número de homossexuais em Guiné-Bissau, se não for nulo, é muito próximo de zero. Por isso, igual as crianças, que não conhecem toda a maldade dos homens, os guineenses andam pelas ruas de mãos dadas com seus amigos; sem nem sequer imaginar que no Brasil poderiam ser mal interpretados. Vendo aquilo e entendendo a pureza desse ato, dava até pra ter uma noção de como seria o mundo sem a contaminação do pecado...
Vi paisagens incrivelmente lindas, conheci pessoas inesquecíveis, conheci um pouco mais de Jesus, tornei-O um pouco mais conhecido, sorri, chorei, joguei bola, nadei, fiquei sem água, comi rato e macaco... Em tudo o que passei só posso agradecer a Deus. Agradecer até pelas dores, que no fim das contas me deram a oportunidade de me humilhar e reconhecer que sou EU que preciso se moldado, e não as outras pessoas ou circunstâncias que devem ser transformadas para mim.



 A viagem à África acabou no dia 17 de abril de 2010, mas a minha história com Jesus e o chamado* que Ele me deu permanecem até hoje e permanecerão para SEMPRE, aonde quer que eu esteja.






 *"Então Jesus disse: 'Vão pelo mundo inteiro e anunciem o evangelho a todas as pessoas.'" Marcos 16:15

sábado, 22 de janeiro de 2011

Viagem à África (parte 2)

Missionários JOCUM - Senegal
Saí do Marrocos no dia 23 de janeiro de 2010, rumo ao Senegal. Assim que cheguei, percebi a grande diferença cultural em relação ao Marrocos, apesar dos dois países estarem no mesmo continente. No Senegal, a maioria da população também é muçulmana. Entretanto, não me preocupava com a possibilidade de ser expulso do país por falar de Jesus. Lá é muito mais liberal. Tão liberal que muitos muçulmanos senegaleses misturam sua fé islâmica com rituais animistas, isto é, muitos deles não são fiéis apenas ao islamismo; por isso a liberdade do evangelismo!
Conheci duas bases missionárias no Senegal (coisa que não se encontra de jeito nenhum no Marrocos), e também muitos missionários que trabalham diretamente com evangelismo através de escolas, postos de saúde, igrejas... Vi como é grande a necessidade de ajuda que esses missionários tem, tanto de pessoas, quanto de recursos. Fiquei muito impactado com a vida desses missionários; a maioria dos que conheci eram latino-americanos que deixaram a vida de conforto para viverem em lugares extremamente pobres no Senegal, simplesmente para anunciar o Evangelho. Talvez, só quando conhecemos testemunhos assim, é que fica claro como muitas vezes amamos mais o prazer e o conforto do que a obediência a Deus.
As famílias lá no Senegal tem muitos filhos, ainda mais porque alguns homens tem mais de uma mulher. Os filhos crescem com seus muitos irmãos, não necessariamente tão íntimos dos pais, como normalmente ocorre no Brasil. Quando não estão trabalhando, estão sempre nas ruas; correndo, brincando, brigando e se reconciliando. Ainda que eu não conseguisse me comunicar verbalmente, brinquei muito com as crianças senegalesas. É muito fácil conquistá-las, talvez pela carência de afeto que sentem dos pais. Com certeza essa é uma das experiências que sinto mais falta da África.


Continua...

domingo, 16 de janeiro de 2011

Viagem à África (parte 1)

Tudo começou quando aceitei que era plano de Deus que eu largasse os estudos e fosse para a JOCUM (Jovens Com Uma Missão). Durante a minha ETED (Escola de Treinamento e Discipulado), que é uma escola da JOCUM, Deus me mostrou que Ele queria me enviar para a África. Juntando outras pessoas que receberam a mesma orientação que eu, formou-se a equipe "Milagres". Nosso objetivo era de, em 6 meses, visitar 3 países africanos, mudando a cada semana de cidade e guardando informações como: Moradia, cultura, oportunidades de trabalho e outras, que beneficiassem tanto os missionários que desejam ir a esses lugares, quanto aos cristãos que vivem e trabalham na África, divulgando o trabalho deles e assim, de alguma forma, arrecadando mais recursos e/ou obreiros para a obra missionária.
Equipe Milagres
Cheguei no Marrocos no dia 27 de outubro de 2009, em uma cidade chamada Casablanca. No primeiro dia tive um choque cultural muito grande; acabei o dia ajoelhado ao pé da cama, chorando e pedindo para Deus que me mandasse de volta ao Brasil. Sei que foi ingratidão da minha parte e me arrependo disso, mas apesar das minhas falhas, Deus, por ser misericordioso, fez vários milagres no dia seguinte, provando para mim que Ele estava comigo. Entre todos os milagres, o que para mim foi o mais impressionante foi eu e a minha equipe termos encontrado, ou melhor, termos sido encontrados pela mulher do pastor da ÚNICA igreja protestante de Casablanca. Ela é francesa e se aproximou de nós pois a líder da minha equipe estava com uma camiseta do Brasil; isso porque essa pastora tem dois filhos adotados no Brasil. Ficamos muito felizes em ouvi-la falando português conosco, principalmente porque estávamos em um país onde só se fala francês e árabe, e nenhum integrante da minha equipe entendia essas línguas. Resumindo, os pastores permitiram que ficássemos na igreja, com internet, cozinha para preparar a comida, e outras coisas, tudo de graça!
No Marrocos senti um pouco de como é ser missionário cristão em um país muçulmano. Muitas vezes queria ser usado para falar de Jesus, mas havia a pressão de ser proibida a tentativa de converter marroquinos ao Cristianismo. Contudo, até nisso Deus nos abençoou, abrindo portas de casas de estudantes estrangeiros para que pudéssemos compartilhar Cristo com eles. Muitos nos ouviram e, graças a Deus, alguns deles aceitaram a Jesus em suas vidas.
Reunião com estudantes estrangeiros


Continua...

sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

Gregório Mcnutt



Gregório Mcnutt nasceu nos Estados Unidos, mas atualmente vive com sua família no Brasil. Tem um ministério chamado "Fogo, Paixão e Lágrimas". O ministério começou no dia 19 de Julho de 1996 quando ele e sua família estiveram nos Jogos Olímpicos de Atlanta, onde havia 5.700 jovens com eles no evangelismo. Ele jejuou e orou muito sobre o evento. Em um momento os líderes chamaram ele para o palco para fazer um ato profético diante da multidão e para orar por eles; quando desceu, o Espírito de Deus falou com ele: “Neste dia Eu estou te dando um ministério chamado 'Fogo, Paixão e Lágrimas'! Você precisa declarar e profetizar avivamento, levando uma tocha ao redor do mundo (Jo 5.35) para incendiar corações e vidas. E com a outra mão leve uma trombeta tocando-a como ‘uma voz clamando no deserto’ e dizendo: ‘Preparai o caminho do Senhor’ (Is 40.3 e Mc 1.3)”.


Hoje ele está no que chama de “humilde começo” do ministério. Entretanto, milhares de pessoas tem sido impactadas com as pregações e exortações de Mcnutt.
Há alguns vídeos dele no Youtube e também várias pregações disponíveis para download no blog http://encontradospordeus.blogspot.com/

O site oficial do ministério de Gregório Mcnutt é:
http://www.fogopaixaoelagrimas.com.br/

Vale a pena ouvir o que ele tem a dizer.

sábado, 1 de janeiro de 2011

As belezas da Criação

Eu estava apenas pensando comigo, isto é, não sei se sou capaz de deduzir alguma coisa sozinho...Então, acho que estava ouvindo Deus nos meus pensamentos. E Ele me lembrou como a Criação dEle testifica a Sua existência e o Seu poder. Romanos 1:20 diz: "Desde que Deus criou o mundo, as qualidades invisíveis dEle, isto é, o Seu poder eterno e a Sua natureza divina, podem ser vistas claramente [...]"
Cordilheira dos Andes
Pôr do Sol - Saara
A imagem de cabeçalho desse blog eu tirei em Guiné-Bissau. Foi um das coisas mais lindas que eu já vi. Uma natureza praticamente intocada; a água era azul, não havia casas ou construções naquela ilha, nem pescadores por perto e nem esgotos saindo para o mar. Estava assim como Deus tinha feito. Um momento semelhante a esse foi quando vi o pôr do Sol pela primeira vez na minha vida; eu tinha 18 anos de idade, estava sozinho acompanhando o Sol descer, se aproximar do horizonte e ir embora. Cara, aquilo foi apaixonante. Talvez alguns de vocês já tenham tido uma experiência parecida como essas. Quando se vê algo assim na natureza vemos como Deus é incrível. Eles fez coisas lindas para nós. Ficamos tão pequenos diante das belezas que Deus fez... É impossivel não questionarmos: 
Por quê num mundo onde homens e mulheres cometem tanto enganos baseados em seus próprios interesses, Deus ainda oferece belezas assim? Aqui neste mundo em que odiamos, matamos e machucamos pessoas, Deus permanece fazendo coisas maravilhosas todos os dias para nós, como o pôr do Sol.
Um ótimo conselho que eu posso dar talvez seja o de simplesmente curtir a Criação! Ser grato por ela pode transformar o viver das pessoas. Olhe mais pro céu, corra sem tênis na grama, sinta o cheiro das flores... A beleza de Deus está nas coisas simples. Peça a Deus que te ajude a ver beleza nas coisas simples dessa Terra. Nós PRECISAMOS de mais simplicidade.

Oahu - Hawaii
Se a Terra, que está nas trevas, continua tendo imagens e momentos maravilhosos que demonstram a glória de Deus, imagine então o que os filhos dEle verão no novo céu e nova terra que está sendo preparado para eles.

"Eu não posso esperar até entrar no Céu, 
Quando Deus limpará todos os meus medos para sempre.
Deus levou 6 dias para criar todo o Mundo, 
Mas tens trabalhado nos Céus por mais de 2 mil anos"

[Keith Green]

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...