quarta-feira, 4 de agosto de 2010

A Paz que excede todo entendimento. Entende?


“Rogo-vos, pois, eu, o prisioneiro no Senhor, que andeis de modo digno da vocação a que fostes chamados, com toda a humildade e MANSIDÃO, com a longanimidade, suportando-vos uns aos outros em amor” Efésios 4:1-2



Meu Deus, como esses versos são difíceis de serem postos em prática se nós refletirmos neles. Será que realmente temos andado com toda a mansidão? Será que sabemos o que é ser manso? Quantas vezes durante o dia nós não perdemos a paciência com pequenas coisas? As vezes por alguma coisa que alguém falou, por algo que a gente pensou ou mesmo por uma circunstância que passamos.
Faz algum tempo que eu percebi que, por toda a minha vida, eu magoei, machuquei e entristeci pessoas por causa de momentos diários em que perdia a paciência. Hoje eu penso que esse assunto de perder a paciência com coisas pequenas, e até com coisas grandes, nada mais é do que falta de mansidão. Mas então, como podemos nos tornar verdadeiramente mansos?
Eu acredito que pelo nosso próprio esforço é impossível vivermos com uma sincera paz e amor dentro de nós. Talvez você, como eu, seja daquele tipo de pessoa que “leva desaforo pra casa” para tentar se manter em paz, sem discutir ou ser grosseiro com ninguém; mas dentro de ti há uma guerra violenta, cheia de ódio e rancor. Eu sei bem como é, pois, apesar de ter me tocado disso em minha vida só a alguns meses atrás, hoje eu vejo que por toda a minha vida eu fui uma pessoa sem mansidão. Antes eu pensava que fazia parte da minha personalidade, mas descobri que o Evangelho fala para sermos mansos; e se eu realmente acredito que o Evangelho é verdadeiro, então devo renunciar até o que eu pensava ser a minha personalidade...doa o que doer!

Jesus fala em Mateus 11:29 para aprendermos com Ele, que é manso e humilde de coração, e aí encontraremos descanso para as nossas almas. Creio que o único caminho para alcançar a mansidão, independente das circunstâncias, é entregando nossos sentimentos e nosso senso de justiça para Deus, e deixar que Ele tome conta dessa área da nossa vida para nós, para que a paz que há em nós não seja a nossa, que se vai com a primeira injustiça que acontece conosco, mas sim, a Paz de Deus, que excede todo o entendimento! Isso quer dizer que poderemos passar por momentos tristes, estressantes, tensos, chatos e constrangedores e ainda assim continuar com a Verdadeira Paz dentro de nós, voando muito acima dos nossos problemas.

“Ora, o Senhor da paz, Ele mesmo, vos dê continuamente a paz em TODAS as circunstâncias.” 2 Tessalonicenses 3:16

Que Deus seja louvado nas nossas vidas. Amém.

Post scriptum: Criticando ou elogiando, seu comentário é sempre muito importante.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...